Segurança
 
terça, 17 de julho de 2007
Lideranças pedem medidas urgentes do secretário de segurança e do executivo municipal
A Audiência Pública realizada na manhã desta segunda-feira, 16, na Câmara de Vereadores de Dois Vizinhos foi uma demonstração da situação que o município vive com relação à segurança pública.

Entre as reivindicações dos vereadores e das lideranças presentes houve cobranças enérgicas para um comprometimento maior do estado através do secretário de segurança Luiz Fernando Ferreira Delazari e por parte do executivo municipal através do prefeito Lessir.

O vereador Carlinhos Turatto ao usar a tribuna lamentou a falta de interesse do presidente da Associação Comercial de Dois Vizinhos sobre um assunto de extrema importância para os empresários do município bem como a não participação do prefeito e seus secretários nesta Audiência. “A Câmara está fazendo sua parte agora e lamentável não estar presente o presidente da Associação Comercial nem o nosso representante maior, o prefeito Lessir”, argumentou Turatto.

Pedro de Jesus Colaço leu um documento que foi elaborado pelos vereadores e será entregue ao secretário de segurança onde constam alguns pedidos como a vinda de uma policia especializada para investigar os casos de assaltos seguidos por seqüestros que estão acontecendo na cidade, a vinda de mais três investigadores para a delegacia local, a contratação de carcereiros para cuidar dos presos, mais estrutura física como viaturas, armamento e munição, mais seis policiais militares e a ativação da ROTAM antiga RONE que sem explicações foi embora do município.

Entre as manifestações dos vereadores também ocorreram cobranças por medidas no combate ao tráfico de drogas inclusive com denuncias sobre alguns elementos que estão agindo na cidade.

Participação da Sociedade

O presidente do Conselho de Segurança, advogado Paulo Pin que assumiu o cargo há poucos dias parabenizou a atitude dos vereadores e cobrou do executivo uma participação maior nas ações na área de segurança pública. Pin citou inclusive que há algum tempo por razões políticas foi rezado missa em frente à delegacia para se manifestar e agora o prefeito e sua equipe ficam isentos de um assunto dessa importância. “Quando interessava ao comando político aqui em Dois Vizinhos até missa rezaram em frente à delegacia e por que agora não tomam atitude”, questionou o presidente do conselho de segurança.

Já o empresário Joseti Meimberg declarou apoiou ao trabalho dos vereadores, mas disse que até sabe já o resultado que vai dar essa manifestação demonstrando que não se pode esperar muito dos governantes.

O presidente da Sociedade Rural Vale do Iguaçu, Oradi Antonio Favin citou no seu pronunciamento que tem entidades que estão mudando os horários das reuniões por que os bandidos estão monitorando para saber onde e quando os empresários e pessoas da sociedade estão saindo das suas casas para assaltá-los.

Após o pronunciamento das lideranças presentes todos assinaram o documento que será entregue ao secretário de segurança durante a audiência desta terça-feira, na capital do Estado.

Fonte:
 
 
 
Rua Souza Naves, 395 - Centro
85660-000 - Dois Vizinhos - PR
(46) 3536-1321
2022 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual